The Best

The Best

quinta-feira, 9 de março de 2017

Alerta - Barragem de São José tem apenas 12% de sua capacidade e a de Pedras Altas 26%

Segundo informações repassadas através de Paulo, gerente da EMBASA de Capim Grosso, deixa em alerta toda a população da região, a respeito do volume de água existente hoje na Barragem de Pedras Altas do Mirim.

Com capacidade para 39 milhões de metros cúbicos de água, o referido manancial opera nesse período de estiagem com apenas 26% da sua capacidade, ou seja, 10 milhões de metros cúbicos de água, deixando a EMBASA em alerta a ponto de Paulo, falar, que é bem possível estar anunciando racionamento em Capim Grosso, devido à estiagem que é muito forte o que contribui ainda mais para a evaporação da água.

Sobre o projeto de ampliação da Barragem informado pelo governador quando esteve na cidade de Queimadas, na região Sisaleira, Paulo informou que o projeto está sendo estudado, mas nada de concreto até o momento, deverá ser trabalhado o sistema de fusegates, como foi implantado na Barragem do França. A tecnologia, inédita no Brasil passou a beneficiar cerca de 100 mil pessoas da região, dos municípios de Miguel Calmon, Mundo Novo e Piritiba, no centro-norte da Bahia, a Barragem do França teve a capacidade de armazenamento ampliada em 30%, graças  a implantação dos fusegates.

A execução do projeto ficou sob responsabilidade da Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hídricos da Bahia (Cerb), empresa vinculada à Secretaria do Meio Ambiente (Sema), que presta manutenção e opera as principais barragens da Bahia.

A Barragem de São José do Jacuipe, com capacidade para 360 milhões de metros cúbicos de água opera atualmente com 40 milhões de sua capacidade, ou seja, apenas 12%.

A Barragem do França, localizada no povoado de mesmo nome, está situada no Rio Jacuípe. Construída em 1995, ela ocupa atualmente uma área de 573 hectares e alcança a profundidade de 25 metros. Com a nova tecnologia, o volume de água acumulada passou para 32 milhões de metros cúbicos.
Fonte: Arnaldo Silva